Pancreatite pode ser hereditária?

A pancreatite pode sim ser hereditária. Existem casos de pancreatite crônica hereditária, uma doença autossômica dominante que acontece pela falha na produção de tripsinogênio, uma enzima pancreática e pode afetar jovens.
A pancreatite pode ocorrer de forma aguda ou crônica. Os casos leves de pancreatite podem desaparecer sem tratamento, mas casos graves podem causar complicações com risco de vida.

Pancreatite aguda:

O início da pancreatite aguda é frequentemente muito repentina. A inflamação geralmente desaparece dentro de poucos dias, uma vez que o tratamento começa. De acordo com o DATASUS, no Brasil são registrados cerca de 5,9 casos a cada 100 mil habitantes todos os anos.
Os cálculos biliares são a causa mais comum da pancreatite aguda. O cálculo biliar é uma massa pequena e sólida que forma a partir de bile na vesícula. O pâncreas e a vesícula biliar se ligam pelo ducto biliar, através do qual a bile e outras enzimas digestivas passam durante a digestão. Os cálculos podem criar inflamação do ducto biliar e no pâncreas. O alcoolismo também pode também contribuir para a pancreatite aguda.

Pancreatite crônica:

A pancreatite crônica é uma inflamação que se repete. Os pacientes com pancreatite crônica podem sofrer danos permanentes ao pâncreas. Sua incidência é estimada entre cinco e 10 casos para cada 100 mil indivíduos por ano.
O tecido cicatricial se desenvolve a partir de inflamação de longa duração e pode fazer o pâncreas parar de produzir a quantidade normal de enzimas digestivas. Como resultado, é provável que você tenha problemas para digerir gorduras.
O abuso de álcool é a causa mais comum de pancreatite crônica em adultos. Doenças autoimunes e doenças genéticas, tais como a fibrose cística, também podem causar a pancreatite crônica em alguns pacientes.

Causas:

Pancreatite ocorre quando as enzimas digestivas produzidas no pâncreas tornam-se ativadas enquanto no interior do pâncreas, causando danos ao órgão.
Durante a digestão normal, as enzimas pancreáticas inativadas se movem através de dutos em seu pâncreas e viajam para o intestino delgado, onde as enzimas são ativadas e ajudam na digestão. Na pancreatite, as enzimas são ativadas quando ainda no pâncreas. Isto faz com que as enzimas para irritar as células do pâncreas, causando inflamação e os sinais e sintomas associados com a pancreatite.
Com acessos repetidos de pancreatite aguda, o dano ao pâncreas pode ocorrer e levar a pancreatite crônica. O tecido cicatricial pode se formar no pâncreas, causando a perda da função. Um pâncreas que não funcionam bem pode causar problemas de digestão e diabetes.
As causas mais comuns de pancreatite são cálculos na via biliar, alcoolismo e hipertrigliceridemia (triglicérides altos). Além disso, causas autoimunes também estão envolvidas mais raramente, assim como deformidades embriológicas como o pâncreas divisum.