Endocentro

Manometria Esofágica

A manometria é o registro da pressão das contrações da musculatura do esôfago e dos esfíncteres esofágicos.

Indicações

Dor torácica de origem não cardíaca;
Tosse crônica;
Sintomas de refluxo gastro-esofágico;
Regurgitação alimentar;
Disfagia ou odinofagia (dificuldade ou dor para engolir, respectivamente);
Vômitos ou náuseas de repetição;
Em portadores de doença do refluxo gastro-esofágico com dificuldades na resposta terapêutica clínica;
Pré-operatório de cirurgias para correção de hérnia de hiato (hiatoplastias);
Controle evolutivo após cirurgias sobre o cárdia;

Como o exame é realizado

Após algumas horas de jejum, o paciente se apresenta à clínica, de preferência acompanhado por um adulto. Na recepção ele receberá uma ficha de avaliação pré-exame que deverá ser preenchida e assinada.

A manometria não pode ser realizada sob sedação, pois os medicamentos sedativos alteram a motilidade do esôfago. Além disso, durante o exame, o paciente deverá beber líquidos e engolir a seco, dependendo da região estudada e sedado, o mesmo não conseguiria atender a tais comandos.

Após anestesia local com gel e spray de lidocaína na narina esquerda e garganta, uma sonda flexível é introduzida pela narina do paciente sentado e progride suavemente até atingir a faringe. Neste momento o médico pedirá para o paciente engolir e deste modo a sonda penetrará pelo esôfago até atingir o estômago ( cerca de 50 a 60 cm de sonda são introduzidos pela narina ). O paciente com a sonda posicionada é deitado em decúbito dorsal ( barriga para cima ). É nesse momento que se inicia propriamente a manometria. O procedimento tem cinco etapas de aproximadamente 3 a 5 minutos cada uma e durante tais etapas o paciente deverá ingerir pequenas quantidades de água e será orientado a engolir a seco em alguns momentos. O tempo aproximado de exame é de 20 minutos.

O repouso

Após a manometria geralmente não é exigido repouso, salvo em casos isolados. Ao chegar em sua residência o paciente estará apto a exercer suas atividades normalmente.

Após o exame o paciente pode sentir ligeiro incômodo na narina e garganta, devido à passagem da sonda, bem como saída de pequenos coágulos pela narina, dependendo da conformação da cavidade nasal do examinado.